Programa de Pós Graduação em Bioquímica da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Convênios e Parcerias

Acordos de cooperação bilaterais com Institutos de Ensino e Pesquisa estrangeiros (2014-2017)
  • Acordo de cooperação bilateral entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universitè Paris-Sud/Paris-Saclay (UPS) (Processo: 23079.005853/2020-81), França, publicado no Boletim UFRJ 38 de 17 de setembro de 2020.
  • Acordo de cooperação bilateral entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Université Laval (Processo: 23079.061711/2017-07), Canadá, publicado no Boletim UFRJ 08/2019 de 21 de fevereiro de 2019.
  • Acordo de cooperação bilateral entre a Unidade Proteômica da Universidade Federal do Rio de Janeiro e o European Moonshot Research CenterLund University, Suécia, assinado em 20 de dezembro de 2018.
  • Acordo de mobilidade internacional ERASMUS+ entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Agricultural University of Athens (Processo: 23079.058001/2017-91), Grécia, assinado em 25 de janeiro de 2018 e publicado do DOU No 46 de 08 de março de 2018. Este acordo permitiu a vinda para o Brasil da discente grega Erminda Tsouko para realizar intercâmbio de 3 meses no PPGBq.
Convênios de pesquisa e intercâmbio internacionais desenvolvidos no PPGBq (2017-2020)
  1. Unidade Proteômica e Laboratório de Proteômica (IQ/UFRJ). Coordenadores: Gilberto B. Domont, Fábio C. S. Nogueira e Magno R. Junqueira.
    1. Projeto “Proteoma Humano – Chromosome Centric-Human Proteome Project (C-HPP)/Biology-Disease (BD)”O projeto conta com diversas Universidades e Instituições de excelência no mundo. Na América Latina, a Unidade Proteômica foi escolhida como o responsável pelo estudo do cromossomo 15 e sua relação com doenças humanas (https://www.hupo.org/C-HPP). Dentro do C-HPP, a Unidade Proteômica colabora com o grupo do Dr. Gyorgy Marko-Varga da Universidade de Lund (Suécia), Dr. Neil L. Kelleher da Universidade Northwestern (EUA), Dr. Josh LaBaer da Universidade do Arizona (EUA), Dr. Peter Horvatovich da Universidade de Amsterdam (Holanda), Dr. Fernando Corrales da Universidade de Navarra (Espanha), dentre outros. O Prof. Gilberto B. Domont é membro do Executive Committe e o Prof. Fábio C. S. Nogueira é membro do Early Career Research Initiative Committee da HUPO. O prof. Gilberto é também membro Emérito da The Biochemical Society (Inglaterra), American Chemical Society (EUA) e Protein Society (EUA).
    2. Projeto “Melanoma” do European Cancer Moonshot Lund Center, Universidade de Lund, Suécia. O projeto consiste num consórcio internacional que envolve grupos de pesquisa de excelência em mais de 10 países, cujo objetivo é identificar proteínas diagnósticas relacionadas com melanoma (http://www.cancermoonshotlund.com/). Neste consórcio, a Unidade Proteômica mantém colaboração com o grupo do Dr. Gyorgy Marko-Varga da Universidade de Lund (Suécia) por meio do projeto “STINT – Strategic international of precision medicine technologies and educational resources”, financiado pela própria Universidade.
  2. Laboratório de Biotecnologia Microbiana e Laboratório de Microbiologia Molecular e Proteínas (IQ/UFRJ). Coordenadores: Denise M. G. Freire e Rodrigo V. Almeida
    1. Projeto CAPES/DGPU – “Pichia pastoris como plataforma para obtenção de produtos de interesse biotecnológico” (Processo: 99999.000406/2016-03). Projeto em colaboração com os grupos de pesquisa do Dr. Francisco Valero e do Dr. Pau Ferrer Alegre da Universitat Autònoma de Barcelona (Espanha). O projeto tem proporcionado o intercâmbio de experiências na área de bioprocessos e expressão heteróloga de bioprodutos em Pichias pastoris em altas densidades celulares, bem como a co-orientação de dois discentes do PPGBq e a supervisão do estágio de Doutorado Sanduíche de Júlia Macedo Robert.
    2. Projeto CNPq/Linha 2 PVE – “Valorisation of palm oil mil waste and by-product streams for the production of value-added products and biochemicals” (Processo: 99999.000406/2016-03). Projeto em cooperação com o grupo do Dr. Apostolis Koutinas da Agricultural University of Athens (Grécia) e com as empresas Petrobrás e Agropalma. O projeto tem proporcionado o intercâmbio de experiências na área de análise econômica e desenho de bioprocessos, birefinaria e biotecnologia industrial. Em 2018, o Prof. Apostolis ministrou a disciplina “Biorefinary, development based on utilization of renewable resources” no PPGBq, contribuindo para a formação discente.
    3. Colaboração com o grupo do Dr. Roberto Fernandez Lafuente (Instituto de Catálisis y Petroleoquímica de Madrid, Espanha). O LaBiM mantém colaboração com o grupo espanhol por meio do projeto CNPq – Linha 2, Pesquisador Visitante Especial, sediado no Programa de Engenharia Química da COPPE, UFRJ. Esta cooperação tem proporcionado o intercâmbio de experiências na área de engenharia de suportes e imobilização de enzimas. O Prof. Lafuente tem colaborado na co-orientação de discentes e egressos do PPGBq.
  3. Laboratório de Investigação de Fatores de Estresse (IQ/UFRJ). Coordenadora: Elis C. A. Eleutherio
    A Profa. Elis C. A. Eleutherio estabeleceu uma colaboração com o grupo do Prof. Tiago F. Outeiro da Georg-August-Universität Göttingen (Alemanha) por meio do projeto CAPES-PROBRAL “Functional Links Between Sod1 mutants, oxidative stress, and FALS Risk Factors using yeast and animal cells as experimental models” (Processo: 23038010299/2013-10). O projeto tem proporcionado a troca de experiências na área de mecanismos moleculares envolvidos em doenças neurodegenderativas, bem como a supervisão de três discentes de Doutorado Sanduíche e um Pós-Doc do PPGBq. Em 2017, o Prof. Tiago ministrou a disciplina “Protein misfolding in neurodegenerative disorders” no PPGBq. Em conjunto com as docentes Elis C. A. Eleutherio e Luciana P. Barboza, o Prof. Tiago organizou o congresso “Protein misfolding: crossroads between biology, cancer, and neurodegeneration” realizado no Rio de Janeiro em maio de 2019. Em dezembro de 2019, o Prof. Tiago foi contratado como Professor Visitante Sênior do PPGBq por meio do EDITAL CEPG Nº 1059, de 20 de dezembro de 2018
  4. Laboratório de Bioetanol (IQ/UFRJ). Coordenadora: Elba P. S. Bon. 
    O LB mantém colaboração com diversos grupos de pesquisa internacionais, tais como: Dr. Leonardo Tognotti da Università di Pisa (Itália), na aplicação de fungos para hidrólise da biomassa; Dr. Julian Carrillo Reye da Universidad Nacional Autónoma de México (México), na hidrólise enzimática da biomassa de agave; Dra. Maria Luisa Corvo da Universidade de Lisboa (Portugal), para desenvolvimento de biofármaco antileucêmico; Dr. Hiroyuki Inoue do National Institute of Advanced Industrial Science and Technology (Japão), para o desenvolvimento de misturas enzimáticas celulolíticas. A Profa. Elba supervisinou o estágio do discente italiano Paolo Becarelli e do discente mexicano Julián Osvaldo Sánchez Lara no LB. Este último por 6 meses em 2019. 
  5. Laboratório de Engenharia de Cultivos Celulares (COPPE/UFRJ). Coordenadora: Leda dos Reis Castilho.
    O LECC sedia bianualmente o curso intensivo “International School on Production of Biologicals using Animal Cell Cultures” (http://www.peq.coppe.ufrj.br/biopharma/), realizado em 2017 e 2019, que conta com a participação de pesquisadores renomados de mais de 10 países diferentes. O LECC recebeu, como Pesquisador Visitante Especial, no período de 2014 a 2017, o Prof. Manuel Carrondo do Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica (Portugal), pesquisador de referência na área de Biotecnologia Farmacêutica. Adicionalmente, o LECC mantém parcerias de pesquisa sólidas com: 1. Max-Planck Institut – Magdeburg (Alemanha), no desenvolvimento de vacinas de febre amarela e zika; 2. University of Kent (Inglaterra), na formulação e caracterização de fatores sanguíneos recombinantes; 3. IBET (Portugal), na aplicação de técnicas avançadas de monitoramento de bioprocessos. Desde 2016, mantém colaboração com o grupo do Dr. Charles R. Middaugh da University of Kansas (EUA), na área de anticorpos com potencial terapêutico, e com o grupo do Dr. Barney S. Graham do Vaccine Research CenterNational Institute of Health (EUA), para o desenvolvimento de vacinas e anticorpos contra Zika e febre amarela. Cabe ressaltar que o Dr. Charles R. Middaugh (EUA) supervisou o estágio de Doutorado Sanduíche da discente Thayana A. Cruz (2018-2019) e o Dr. Barney S. Graham supervisou o estágio sabático da Profa. Leda dos Reis Castilho (2017). O grupo ainda mantém colaboração com o grupo do Dr. Andreas Castan (GE Healthcare/Cytiva, Suécia) por meio do projeto “Development of hydrocyclones as cell retention devices for animal cell perfusion processes” (Processo: PEQ20761), financiado em 2017, que visa o desenvolvimento de sistemas de separação para células de mamíferos. 
  6. Laboratório de Estudos Avançados de Microrganismos Emergentes e Resistentes (IMPG/UFRJ). Coordenador: André L. S. Santos
    O LEAMER mantém parcerias internacionais com o objetivo de avaliar a ação antimicrobiana de novos compostos sintetizados por grupos colaboradores em Universidades e Instituições de Pesquisa na Irlanda, Áustria, Irã, Nigéria e África do Sul, a saber: Technological University Dublin (Irlanda), Maynooth University(Irlanda), National University of Ireland (Irlanda), Royal College of Surgeons in Ireland (Irlanda); Trinity College Dublin (Irlanda), Dublin City University (Irlanda), Institute of Hygiene and Medical Microbiology (Áustria), Iran University of Medical Sciences (Irã), Nelson Mandela University (Africa do Sul), Federal University Otuoke(Nigéria). O grupo possui financiamentos para intercâmbio de discentes e docentes por meio do Research Brazil-Ireland (RBI) e Science Foundation Ireland (SFI). 
  7. Laboratório de Citotoxicidade e Genotoxicidade de Drogas (IQ/UFRJ). Coordenador: Marcos D. Pereira
    O Prof. Marcos D. Pereira desenvolve projetos de pesquisa em colaboração com diversos grupos internacionais, tais como: Dr. Michael Devereux e Dr. Malachy McCann do Dublin Institute of Technology(Irlanda), Dra. Bernadette S. Creaven da Technological University of Dublin – Tallagh (Irlanda) e Dr. Wayne Carter da University of Nottingham (Inglaterra). Em outubro de 2017, o Prof. Marcos esteve em missão científica na Inglaterra por meio do projeto FAPERJ (Processo: E-26/010.002670/2014). Além disso, o Prof. Marcos compõe a equipe do projeto CAPES-PROBRAL (Processo: 23038010299/2013-10) realizado em colaboração com o Dr. Tiago F. Outreiro da Georg-August-Universität Göttingen (Alemanha). Estas colaborações permitiram a vinda da doutoranda irlandesa Louise MacLean do TU Dublin – Tallagh para a UFRJ e a supervisão de três (3) estágios de Doutorado Sanduíche pelo Prof. Tiago F. Outeiro. 
  8. Laboratório de Oncobiologia Molecular (FF/UFRJ). Coordenadora: Patricia Zancan. 
    O grupo da Profa. Patricia Zancan colabora com pesquisadores de diferentes Instituições internacionais, a saber: 1. Dra. Sabine Elowe da Université Laval (Canadá), na área de citotoxicidade de drogas; 2. Dr. André Marette da Université Laval (Canadá), na área de metabolismo em diabetes, câncer e obesidade (MoU23079.061711/2017-07); 2. Dr. Marco Baralle do International Centrer for Genetic Engineering and Biotecnology(Itália), no desenvolvimento de biofármacos; Dr. Elias Fattal da Université Paris-Sud (França), no desenvolvimento de nanosistemas para tratamento de câncer (MoU 23079.005853/2020-81). Em 2016, a Profa. Patricia foi nomeada TWAS Young Affiliate (mandato 2016-2020) e co-chair do TYAN (TWAS Young Affiliates/Alummi Network), grupo constituído para fomentar as colaborações científicas entre membros. Assim, diversos projetos em colaboração, especialmente com grupos da Malásia (Dra. Sok Ching Cheong) e Líbano (Dr. Wassim Abou-Keir) estão em curso. 
  9. Laboratório de Biocatálise (INT). Coordenadoras: Ayla Sant’Ana da Silva e Viridiana S. F. Leitão
    O LABIC mantém colaboração com os grupos de pesquisa da Dra. Maria Cristina Diez e Dr. Gonzallo Tortella Fuentes da Universidad de La Frontera (Chile) e Universidad de Concepción por meio do projeto FAPERJ (Processo: E-26/010.003091/2014) e projeto FONDECYT (Processo: 1161713). Os projetos têm permitido o intercâmbio de pesquisadores e experiências na área de tratamento de biomassa lignocelulósica. Por meio destes projetos, as docentes Ayla Sant’Ana da Silva e Viridiana S. F. leitão estiveram em missão científica no Chile, em janeiro de 2018, e o doutorando chileno Edward Hermosilla realizou estágio no INT. Além disso, a Dra. Viridiana participou de duas missões à Bélgica, em 2017 (Greenwin conference – University of Mons) e 2018 (Greenwin conference-Lovain le-Neuve and Green mind University-Brussels), financiadas pela WBI-Wallonie Brussels International para proferir palestra e ajustar parceria com o Dr. Benoit Moreau – HEPH – Condorcet, Bélgica. 
  10. Laboratório de Bioquímica e Biologia Molecular de Vetores (IQ/UFRJ). Coordenadoras: Ana Cláudia A. Melo e Mônica F. M. C. Cardoso
    A Profa. Ana Claúdia A. Melo mantém colaboração com o grupo do Dr. Walter Leal Soares da University of California-Davis (EUA). A colaboração tem proporcionado o intercâmbio de experiências na área de ecologia química e olfação de insetos. O Prof. Walter co-orientou três discentes de Doutorado do PPGBq, bem como supervisonou o estágio de Doutorado Sanduíche de Thiago A. Franco. 
  11. Laboratório de Bioquímica Molecular (IQ/UFRJ) e Laboratório de Bioquímica Estrutural de Proteínas (IQ/UFRJ). Coordenadores: Anderson S. Pinheiro e Cristiane D. Ano Bom
    O Prof. Anderson S. Pinheiro mantém estreita colaboração com o grupo do Dr. Wolfgang Peti da University of Arizona (EUA) por meio do projeto de cooperação internacional Brazil Initiative Collaboration Grant (Processo: FUJB 19342-9), financiado pela Universidade Brown (EUA). A colaboração tem proporcionado o intercâmbio de experiências na área de Ressonância Magnética Nuclear de proteínas. O Prof. Wolfgang supervisonou o estágio de Doutorado Sanduíche da discente Carolina Lixa. Os professores Anderson S. Pinheiro e Cristiane D. Ano Bom fazem parte do consórcio internacional COVID19-NMR (https://covid19-nmr.de/) baseado na Goethe University Frankfurt (Alemanha) e coordenado pelos Drs. Harald Schwalbe e Andreas M. Schlunt. O consórcio tem como objetivo determinar as estruturas tridimensionais de todas as proteínas e segmentos de RNA de SARS-CoV-2 através da técnica de Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Além disso, é também objetivo do consórcio conduzir screening de drogas contra alvos terapêuticos (proteínas e RNA) de SARS-CoV-2 através da RMN, contribuindo diretamente para o desenvolvimento de novas terapias contra a COVID-19. 
  12. Laboratório de Bioinformática (IQ-UFRJ). Coordenador: Rafael Dias Mesquita
    O BioINFO participa do comitê gestor dos projetos genoma de Rodnius prolixus e Triatoma infestans, do qual participam as seguintes Universidades e Institutos de Pesquisa internacionais: Washington University(EUA); Fraser University (Canadá); University of Manitoba (Canadá); Universidad de la República (Uruguai); Universidad Nacional del Noroeste de Buenos Aires (Argentina); e European Molecular Biology Laboratory, European Bioinformatics Institute (Reino Unido). Além disso, o Prof. Rafael colabora com o grupo do Dr. Álvaro Monteiro do Moffitt Cancer Center (EUA), na área de vias de reparo de DNA, e com a Profa. Anabela Cordeiro da Silva do Instituto de Inovação e Investigação em Saúde da Universidade do Porto (Portugal), na área de dinâmica molecular de inibiores de enzimas de Leishmania sp. Cabe ressaltar que a Dr. Anabela supervisionou o estágio sabático do Prof. Rafael na Universidade do Porto no período de setembro de 2018 a junho de 2019. 
  13. Laboratório de Proteômica Estrutural e Computacional (FIOCRUZ-ICC). Coordenador: Paulo C. Carvalho
    O grupo do Dr. Paulo C. Carvalho coordena projetos de pesquisa que visam o desenvolvimento de métodos computacionais para espectrometria de massa em colaboração com diversos grupos internacionais, a saber: Dra. Rosario Duran do Instituto Pasteur Montevidéo (Uruguai); Dra. Julia Chamot-Rooke do Instituto Pasteur Paris (França); Dr. John R Yates III do The Scripps Research Institute (EUA); Dr. W. Sean Davison da Universidade de Cincinnatti (EUA). Em 2019, o Dr. Paulo se tornou o primeiro brasileiro a ser agraciado com o prestigiado prêmio Institut Pasteur Talent Award e passou a ser pesquisador convidado do Instituto Pateur Motevidéo (Uruguai). No quadriênio, desenvolveu projeto em colaboração com a empresa americana Nitto Denko Avecia para desenvolvimento de programa que permite a certificação de oligonucleotídeos analisados por espectrometria de massas (OligoCert), com financiamento da empresa. 
Prêmios internacionais recebidos por docentes do PPGBq
  • As docentes Denise M. G. Freire e Leda R. Castilho figuram entre os 100.000 pesquisadores mais influentes do mundo, de acordo com o ranking publicado na plataforma PLoS Biology (https://journals.plos.org/plosbiology/article?id=10.1371/journal.pbio.3000918), em 2020, que leva em consideração diferentes métricas de produtividade em pesquisa, como o número de citações.
  • O docente Paulo C. Carvalho é o primeiro cientista brasileiro a ter recebido o prêmio Pasteur Network Talent Award, honraria concedida pelo Instituto Pasteur Paris, França, a jovens pesquisadores com expressiva liderança internacional em suas áreas de atuação. O prêmio foi recebido no dia 11 de novembro de 2019 na cidade de Iaundê, Camarões. 
  • A docente Leda R. Castilho foi agraciada com o prestigioso prêmio internacional Director’s Award do National Institute of Health, EUA, em 2017, em reconhecimento ao trabalho do “Zika Response Team”. 
Back to Top